PALPITES DE RAVAGNANI PARA O PEGASUS WORLD CUP

0

A primeira edição do torneio Pegasus World Cup acontece neste sábado em Gulfstream Park! Além da bolsa de nada menos que US$ 12 MILHÕES, competem na principal prova California Chrome e Arrogate em uma revanche histórica. Os dois se enfrentaram na Breeders´ Cup, em novembro, com vitória de Arrogate. Mas Chrome se aposenta após a grande prova, então tem tudo pra ser uma grande batalha. O melhor é que você acompanha tudo no SUAPOSTA e ainda tem acesso aos palpites de Ricardo Ravagnani para a reunião aqui neste post. Confira!

pegasus-world-cup-invitational

Palpites Ricardo Ravagnani:

A jornada inaugural da Pegasus World Cup, prova com maior dotação no mundo, 12 milhões de dólares de bolsa, com 7 milhões ao ganhador, oferece um card com 7 provas clássicas de um total de 12 provas, 7 delas em pista de grama. Sob o ponto de vista técnico, de interesse sul-americano as atuações do G1 argentino ERAGON na própria Pegasus, estreando nos EUA, e da campeã chilena WAPI, competindo em G3 nos 2400 metros, sua segunda corrida na América do Norte.

1º Páreo:

Allowance em 1400 metros na areia, encontra em Lookin for a Kiss (1) seu provável ganhador, ele que reapareceu fazendo segundo após campanha clássica aos 3 anos. Visionary Rules (5) é um perigo por ser especializado nos 1200, podendo se aproveitar da ligeireza para fugir na parte inicial. Obrigatório na quadrifeta – que tem inversão atraente – Juan and Bina (3) sempre atropela. Wave Warrior (4) tem na boa fase de seu piloto, Nik Juarez, a chance de explodir com uma bomba. Homespun Hero (2) gosta de correr entre os ponteiros, tem partidários.

Indicação: 1-5-2-3

2º Páreo:

Páreo aberto para potrancas de 3 anos em 1700 metros, pista de grama. Sweeping Paddy (3) é ótimo ponto para começar cravado o Pick 4. Esta potranca filha de Paddy O’Prado correu com muito destaque na Breeders’ Cup e agora volta na turma. Dream Dancing (6) é a maior adversária, já que também tem corrido provas fortíssimas, e na areia. Vai estrear na Flórida, proveniente do Kentucky. Chubby Star (4) e Dancing Waves (1) vêm a seguir. Dupla 36 muito bem apostada.

Indicação: 3-6-4-1

3º Páreo:

The Hurricane Bertie G3, em 1400 metros, areia, para fêmeas, com 100 mil dólares de bolsa. Outra prova que apresenta uma dupla com boa preferência. Genre (1) tem mostrado grande regularidade e não deve estranhar a redução da distância (acostumada com a milha para cima). Já a favorita Curlin’s Approval (3) vem de segundo em G3 e irá pela primeira vez montada por Luis Saez. Ambas brigaram quando correram juntas. You Bought Her (5) completa o trio de favoritas, enquanto que uma bomba viável é a chilena Linda Linda (8), agora numa prova mais enfraquecida.

Indicação: 1-3-5-8

4º Páreo:

Páreo para potrancas de 3 anos, perdedoras, em 1800 metros, grama. Com três segundos lugares já na enturmação, Bogulator (6) pode se recuperar da infeliz última atuação de seu jóquei Paco Lopez, sem passagem em boa parte da reta final, algo comum nesse tipo de prova em Gulfstream. Union Way (11) correu páreo fortalecido e com poule boa pode surpreender as favoritas. Jaunt (13) já venceu e foi desclassificada. Vai de L1 e sem dúvida é carta bravíssima. Mais aguerrida, Star Maven (3) pode atropelar.

Indicação: 6-13-11-3

5º Páreo:

Primeira edição de um Handicap chamado The Poseidon, com 400 mil dólares de bolsa, em 1800 metros, areia, para produtos de 4 e mais anos. Início de mais um Pick 4. O top weight é suplente na Pegasus, Stanford (4), vencedor com grande facilidade em G3 neste mesmo circuito, de ponta a ponta. Madefromlucky (6) foi bastante prejudicado quando correu o mesmo G3 e agora deve render mais. O tordilho Cherry Wine (5) está bem colocado no handicap e pode atropelar a tempo. Imperative (3) correu muito pouco na última, mas sabe mais. Para quadrifeta, Hy Riverside (9).

Indicação: 4-6-5-3

6º Páreo:

Perdedores de 3 anos, em 1800 metros, grama. Slaimy (3) é ótima cartada do líder Todd Pletcher, depois de estreia bem razoável. Páreo com diversos candidatos, Appealing Briefs (10) correu muito em sua primeira atuação na Flórida e continua com chances. Data Room (14) vem de Nova York podendo surpreender, além de Snap Decision (13) e Just Howard (5), uma bomba que vai de L1 e tem filiação para pegar muito melhor a pista de grama.

Indicação: 3-10-13-5

7º Páreo:

The Ladies’ Turf Sprint, para fêmeas em 1000 metros, com curva, em pista de grama. A veterana tordilha Spectacular Me (9) volta a contar com a direção de José Ortiz, que tão bem a montou quando de sua última vitória nesta mesma rota. Nite Delite (11) não conhece a pista de Gulfstream mas tem boa campanha, podendo chegar. Triple Chelsea (10) é outra forasteira que tem tudo pra correr muito. Regula com elas Everything Lovely (12), também desafiando as locais. Ruby Notion (3) é o melhor azar.

Indicação: 9-11-10-12

8º Páreo:

Produtos de 3 anos, perdedores, em 1400 metros, areia. Lunaire (7) vem de Nova York onde perdeu carreira incrível. Boa chance para Javier Castellano vencer mais uma. Commandeering (11) é o principal adversário, vindo de dois segundos, sempre como favorito. Bluegrass Envy (12) é um ótimo azar, e olho no estreante de Todd Pletcher, o filho de Tapit Blind Ambition (3).

Indicação: 7-11-12-3

9º Páreo:

The Gulfstream Park Turf Sprint, 1000 metros na grama, para produtos de 4 e mais anos. O último Pick 4 começa aqui. Páreo com bastante equilíbrio, embora o globe-trotter Mongolian Saturday (10) chame a atenção no campo da prova. Reaparece desde sua descolocação na Breeders’ Cup, em novembro. Pay Any Price (9) é um azar que vai dar torcida, especialmente se pegar uma boa partida. Manhattan Dan (2) tem categoria, mas não corre desde abril do ano passado. Bastante regular e pelo menor caminho, Rainbow Heir (1) é o melhor show desse páreo duríssimo.

Indicação: 10-1-9-2

10º Páreo:

The La Prevoyante G3, para fêmeas em 2400 metros, pista de grama. A francesa Arles (7) deve ser favorita, depois de dois segundos nos Estados Unidos com o mesmo Joel Rosario up. Enfrenta algumas éguas que não testaram a milha e meia e para ela não deve haver falta de stamina, já que é uma filha de Monsun. Gypsy Eyes (2) tem tudo para melhorar com o aumento da distância e é ótimo azar. A chilena Wapi (10) na sua terra local bateu os potros no prestigioso El Ensayo (o derby do Club Hipico Santiago). Ficou 1 ano parada e reapareceu nos EUA chegando a 4 corpos, em Tampa, em 1700 metros. Agora deve ser a sua corrida verdadeira. Muito regular, Suffused (12) é nome certo nas quadrifetas e Super 5.

Indicação: 7-10-12-2

11º Páreo:

The W.L. McKnight G3, prova tradicional com 200 mil dólares de bolsa, para produtos de 4 e mais anos em 2400 metros, pista de grama. Taghleeb (1) baixou o recorde em mais de 1 segundo em sua última atuação, em 2 milhas. Mesmo prejudicado ainda venceu muito bem. Generous Kitten (8) foi muito prejudicado na mesma prova e certamente chegaria mais perto. Bom azar. Mr. Maybe (10) e Sadler’s Joy (11) têm grandes possibilidades. Twilight Eclipse (7) tem mais categoria que a tropa, mas está reaparecendo desde o décimo posto na Breeders’ Cup Turf, em novembro. Com 8 anos de idade, vai tentar seguir campanha no mesmo elevado nível de suas atuações.

Indicação: 1-7-8-11

12º Páreo:

Pegasus World Cup Invitational G1, em sua corrida inaugural, com 12 milhões de dólares de bolsa, em 1800 metros, areia. O duelo será entre Arrogate (1) e California Chrome (12), cada um largando num extremo do partidor. Se Victor Espinoza levar a corrida mais a sério do que na Breeders’ Cup Classic, quando procurou os adversários exageradamente em plena curva ao invés de liquidar a corrida ali, California Chrome vai vencer. Duzentos metros a menos dão ainda mais chance para ele, eleito Cavalo do Ano nos EUA a despeito da derrota para Arrogate. Este, um belíssimo tordilho muito corredor, maior rating do mundo em 2016, é um animal mais jovem, bem menos corrido e que ainda pode estar em evolução. Obvio que não será surpresa se vencer novamente. Keen Ice (9) correu mais perto do que o normal na preparatória, devendo agora correr para chegar no placar premiado. Shaman Ghost (7) é outro nome bastante viável para a quadrifeta. Eragon é um argentino que costuma correr de trás e atropelar. Acostumado ao ritmo veloz das milhas que corre na origem, Eragon não deve estranhar o ritmo, podendo fazer boa atuação.

Indicação: 12-1-9-7

Agora você não tem mais desculpa pra ficar de fora! Acompanhe tudinho sobre este grande festival no Suaposta: 28 de janeiro, a partir das 14h30. E não perde que tem super promo para as corridas em Gulfstream Park no sábado:

pegasus-suaposta

VEJA TAMBÉM

Share.
Share.

Comentário